10 Jogos que precisam de um modo Roguelike

Tatiana de Paula
10 Min Leitura
Split Persona 5 em destaque Sifu e Cyberpunk

Os modos Roguelike estão na moda atualmente, tanto nos mercados convencionais quanto nos independentes. Do mito grego ao pós-apocalíptico, não faltam jogos com bom desafio.

Ainda assim, mesmo com a variedade que existe, certos títulos perfeitos para um sistema roguelike implementado foram esquecidos.

Abrangendo todo o espectro dos videogames, os roguelikes são capazes de oferecer experiências complementares ou inteiramente novas de títulos adorados. Para os desenvolvedores, pode ser uma maneira de usar temas ou mecânicas existentes de uma maneira nova. Para os jogadores, porém, oferece uma maneira emocionante de experimentar nossos jogos favoritos de uma maneira nova, muitas vezes mais desafiadora.

10 – Sóis da meia-noite da Marvel

Blade e Capitão América cercados pelo fogo

  • Gênero: Construtor de deck de super-heróis

Jogos de cartas como Inscryption e Slay the Spire consolidaram os construtores de decks como competidores valiosos no estilo roguelike.

Da mesma forma, Midnight Suns da Fireaxis Games já tem uma grande base, com missões variadas e uma lista de heróis para escolher.

Passar por um desafio de capangas de Hyrda, onde cada missão recompensa novas cartas para fortalecer seus decks, parece uma fórmula vencedora.

Adicione alguns mini-chefes de vilões, como Crossbones ou Venomn, para apimentar sua jornada, e você terá uma aventura da Marvel digna dos quadrinhos.

9 – Ultramatança

V1 dispara duas armas em Ultrakill

  • Gênero: elegante Boomer Shooter

Os atiradores Boomer são o estilo carinhosamente nomeado para jogos como Ultrakill, que emulam a natureza acelerada e a apresentação tradicional de alguns dos jogos FPS originais.

Ultrakill se destaca entre eles graças à sua mistura de elementos de tiro tradicionais junto com um medidor de estilo visto em outros títulos como Devil May Cry.

Já possuindo modos spin-off como uma caixa de areia de treinamento e uma arena sem fim, um modo roguelike parece combinar perfeitamente com o tom já selvagem de Ultrakill.

Assim como no início da campanha, seria emocionante ter que passar de um revólver para um arsenal devastador completo usando pontos de estilo para comprar atualizações como modos de disparo alternativos e melhorias de braço ao longo do caminho.

8 – SIFU

Protagonista feminina enfrenta capangas no heliporto

  • Gênero: Kung-Fu Beat-Em-Up

Poucos jogos colocam os jogadores em um caminho tão difícil para o verdadeiro domínio das artes marciais como Sifu.

Aqueles que terminam a sua cansativa campanha devem compreender verdadeiramente as ferramentas de combate com as quais o protagonista está equipado.

Depois, para quem ainda busca desafios, o modo Arena pode saciar essa coceira; entretanto, um modo roguelike seria ainda mais adequado aos temas do jogo.

A morte já é uma mecânica de jogo com o sistema de ressurreição e atualizações persistindo entre as execuções da história principal.

Um modo roguelike combinaria perfeitamente com o conteúdo existente do jogo, combinando os múltiplos objetivos do modo Arena com a paciência necessária para levar a campanha até o fim.

7 – Super Mario Bros. Maravilha

Super Mario Bros. Wonder - Mario, Luigi, Peach e Daisy percorrendo um nível

  • Gênero: plataforma colorida de rolagem lateral

Super Mario Bros. Wonder mais uma vez consegue capturar a mesma magia de Mario enquanto traz novas ideias para a mesa. Ainda assim, há espaço para a fórmula do Mario se expandir ainda mais.

Com Super Mario Maker estreando o desafio Mario 100, seria uma surpresa muito agradável ver tal modo retornar.

Em vez de cursos gerados pelo usuário, porém, ter uma variedade aleatória de níveis Nintendo feitos à mão, incluindo os elementos mais recentes introduzidos, seria um desafio novo e emocionante.

6 –  Persona 5 Real

Persona 5 Royal Cast posando um com o outro pelo logotipo

  • Gênero: História Pesada JRPG

A série Persona se ramificou além de suas raízes JRPG para explorar outros gêneros no passado, como rastreadores de masmorras e jogos de luta.

Seu sucesso provou que os personagens e temas são altamente adaptáveis, tornando-os perfeitos para o gênero roguelike.

Kasumi, Joker e Akechi lado a lado em Persona 5 Royal. Persona 5 Royal relacionado: idade, altura e aniversário de cada personagem principal Aqui estão algumas estatísticas vitais para a idade, altura e aniversário de cada personagem principal em Persona 5 Royal.

O fato de o protagonista ser capaz de capturar seus inimigos para usar na batalha seria uma maneira divertida de misturar cada corrida, precisando criar novos times na hora.

Sem falar que outro spin-off pode ser apenas mais uma desculpa para explorar a dinâmica do tão querido elenco de Persona 5.

5 – Alienígenas: Dark Decent

Xenomorfo olha para a câmera com fundo vermelho

  • Gênero: Sobrevivência Estratégica

Terror e roguelikes combinam extraordinariamente bem, com o pavor do primeiro combinado com a tensão do último criando uma atmosfera sufocante. (Da melhor maneira possível, é claro.)

Aliens: Dark Decent foi uma abordagem única de Alien IP, adotando uma abordagem mais estratégica para a série, em vez de mais ação e horror de sobrevivência dos episódios anteriores.

Como o jogo já está estruturado em torno da construção e manutenção de tropas, uma adição roguelike pode ser uma forma de desenvolver suas habilidades para a campanha ou testar suas capacidades de sobrevivência após a conclusão da história principal.

4 – Cyberpunk 2077

V mirando a arma em Katana empunhando a garra de Tyger

  • Gênero: RPG futurista em primeira pessoa

Após um lançamento inicialmente difícil, Cyberpunk 2077 efetivamente se redimiu aos olhos dos jogadores graças à sua expansão, bem como à série de anime e quadrinhos da Netflix.

Com muitos introduzidos no cenário até 2077, expandi-lo além de apenas um RPG pode ser suficiente para atrair ainda mais novos fãs.

Um modo roguelike seria capaz de fazer exatamente isso. Emulando a jornada do protagonista de Edgerunners, David, você pode ser colocado em um caminho rápido para se tornar uma lenda mercenária, ao mesmo tempo em que se atualiza com novos cromos e equipamentos sofisticados.

As corridas subsequentes poderiam ser realizadas por novos personagens pegando a tocha dos antigos, levando consigo alguns dos redemoinhos, implantes ou poder de fogo para aumentar ainda mais suas chances de sucesso.

3 – Assassin’s Creed

Ezio fica na frente de vários assassinos da Irmandade

  • Gênero: Ação Furtiva Histórica

Os assassinos Creed a série não teve vergonha de tentar coisas novas. Side scrollers, RPGs de ação e um título VR permitem que você aproveite o mundo dos assassinos através de diversas perspectivas diferentes, sem falar em períodos da história.

Embora todos tenham seus favoritos, uma versão roguelike seria a maneira perfeita de revisitar esses cenários históricos icônicos e talvez até ver alguns novos

A narrativa abrangente de Assassin’s Creed também torna a justificação disso surpreendentemente simples, oferecendo aos dias de hoje uma visão rápida dos destaques de muitos assassinos ao longo dos anos.

2 – Baldur’s Gate 3

Suporte principal do elenco de Baldur's Gate 3 na frente do vórtice giratório

  • Gênero: RPG de fantasia profunda em terceira pessoa

Como Baldur’s Gate 3 ganhou o Jogo do Ano em 2023, está claro que a Larian Studios administrou de maneira excelente a adaptação da mecânica de D&D à forma de videogame.

A narrativa faz um trabalho maravilhoso ao mergulhar você no mundo por dezenas de horas, mas há pouco a oferecer para quem busca uma experiência mais pequena.

É por isso que um modo roguelike pode ser a maneira perfeita de capturar a experiência ‘one-shot’ encontrada na mesa.

Um modo menor, mais focado no combate, para jogar rapidamente um cenário emocionante com amigos enquanto acumula equipamentos e pontos exclusivos, seria uma adição valiosa a um jogo já excelente.

1 – Resident Evil 4 Remake

Resident Evil  4 Remake Leon protegendo Ashley contra inimigos

  • Gênero: Terror Sobrevivente Repleto de Ação

Muitos dos Resident Evil títulos ao longo dos anos experimentaram modos adicionais ao longo dos anos para acompanhar suas excelentes campanhas. O sempre icônico modo Mercenários é o mais popular, mas já teve formas diferentes.

Resident Evil 4 Remake optou por retornar ao seu antecessor com um foco mais arcade, mas algo totalmente novo além deste modo de jogo legado poderia ser exatamente o que o remake necessário para diferenciá-lo do original.

Um modo de jogo construído em torno do combate estelar do jogo, com foco na atualização de armas a cada corrida, seria incrível de jogar.

Duplamente se os personagens desbloqueáveis ​​​​de Mercenários também fossem incluídos para oferecer ainda mais valor de repetição.

Siga-nos no Google News para receber as últimas notícias!

Tag:
Compartilhe este artigo