Imagens divididas de Mimic, Ropers e Cubo Gelatinoso Dungeon and Dragons

Dungeons & Dragons é um RPG de mesa, ou TTRPG, cujos monstros vêm em uma variedade fantástica de formas e formas. O jogo tem monstros mega-chefes, como dragões coloridos, para ameaçar um grupo de alto nível, e outras ameaças óbvias, como liches, demônios e vampiros, também se destacam como criaturas legais para lutar.

D&D tem mais do que monstros épicos para ameaçar o grupo, e os melhores Mestres também misturarão as coisas com monstros mais sutis e sorrateiros. Na verdade, alguns monstros não telegrafam a sua presença até o último momento possível.

Vários D&D os recursos dão aos Mestres uma variedade impressionante de monstros inteligentes e complicados que dependem de surpresa e emboscada, em vez de pura produção de dano para manter o grupo em alerta.

Algumas campanhas ou one-shots são especialmente propícios a esses monstros furtivos, como uma campanha com tema de terror ou um one-shot misterioso onde investigação e segredos significam tudo.

10 – Armaduras animadas podem fingir ser ornamentais até atacarem

Estatísticas dos Monstros Armadura Animada
Classificação do desafio 1
Técnicas Especiais Aparência Falsa, Suscetibilidade Antimágica
Ataque(s) bater

uma armadura animada em Dungeons & Dragons

Existem muitas situações em um D&D campanha onde os NPCs terão armaduras em exibição, como armaduras ornamentais polidas em uma mansão, ou alguns conjuntos de armaduras em prateleiras de exibição em um arsenal.

Monstros inteligentes, ou seus mestres, podem tirar vantagem disso e usar armaduras animadas para se misturar.

Armaduras animadas, como a maioria dos monstros de emboscada do jogo, usam camuflagem ou um exterior falso para enganar todos e fazê-los baixar a guarda.

Talvez o arsenal de uma masmorra negligenciada seja tomado por armaduras animadas para massacrar qualquer intruso que pense que pode roubar o lugar ou um criminoso sinistro pode trocar o inventário de um lojista por armaduras animadas para atacar quando todos se sentirem seguros.

Uma ideia mais engraçada pode ser doar algumas armaduras animadas aos inimigos do grupo como um “presente” e depois assistir as armaduras animadas massacrarem seus novos proprietários em uma situação de Cavalo de Tróia.

9 –  Caçadores assombram cavernas para envolver os transeuntes

Estatísticas dos Monstros Caçadores
Classificação do desafio 3
Técnicas Especiais Falsa Aparência, Escalada de Aranha
Ataque(s) Sufocar

um caçador está atacando um transeunte em dnd

D&D as festas têm muito a temer em terrenos exóticos como cavernas – ambientes naturalmente claustrofóbicos onde monstros como caçadores podem ficar à espreita até que uma refeição aconteça.

Os caçadores são grandes monstruosidades que escolhem uma seção da caverna como local de caça e depois se fixam na parede, no chão ou no teto em modo camuflado.

Os caçadores são predadores de emboscada incrivelmente pacientes que se misturam perfeitamente ao terreno da caverna até que uma vítima, como um descuidado, D&D personagem do jogador, entra em seu território. Um caçador então se enrolará em sua vítima para esmagá-la e digeri-la.

Curiosamente, um caçador pode usar os restos de suas vítimas anteriores para ajudar a atrair refeições futuras, como deixar um esqueleto intacto para exploradores curiosos verificarem.

8 – Os mímicos podem assumir qualquer forma e atacar com línguas pegajosas

Estatísticas dos Monstros Imita
Classificação do desafio 2
Técnicas Especiais Metamorfo, Grappler, Adesivo, Aparência Falsa
Ataque(s) Pseudópode, mordida

Mimics são um exemplo clássico de monstros armadilhados em D&D que usam truques e táticas de emboscada em vez de pura força para ameaçar um partido.

Mimics são metamorfos famosos por assumirem a forma de vários objetos domésticos, na maioria das vezes barris e baús de tesouro.

Personagens desonestos sorrateiros são bons em desarmar armadilhas em baús de tesouro reais, mas tentar abrir uma mímica é algo completamente diferente.

As mímicas podem ser lentas, mas como tendem a atrair as pessoas para elas, a mobilidade não é um problema. Assim que a vítima se aproxima, um mímico revela sua verdadeira forma, agarrando-a com uma língua longa e pegajosa e mastigando-a com dentes afiados.

Em níveis baixos, os mímicos são uma ameaça legítima ao grupo, enquanto em níveis mais altos, são mais como uma piada divertida para exploradores experientes de masmorras.

7 – Ropers são os melhores predadores das cavernas com tentáculos e dentes

Estatísticas dos Monstros Roper
Classificação do desafio 5
Técnicas Especiais Aparência Falsa, Gavinhas Agarradas, Escalada de Aranha
Ataque(s) Mordida, gavinha, carretel

um monstro Roper em Dungeons & Dragons

Os caçadores são monstros de caverna bastante perigosos para jogadores de baixo nível. D&D festas para enfrentar, mas os laçadores são ainda mais mortíferos e legais.

Ropers usam sua camuflagem natural para imitar estalactites ou estalagmites até que estejam prontos para atacar com seus muitos tentáculos. Essas gavinhas em forma de corda podem facilmente agarrar cada um dos membros do grupo e puxá-los para perto para matá-los, daí o nome do laçador.

No jogo, os Ropers têm uma economia de ação impressionante para agarrar várias vítimas e puxá-las para um ataque de mordida, e não é fácil se libertar. Mas o grupo tem outra opção: atacar diretamente os tentáculos do estrangulador para libertar a vítima.

Isso pode fazer qualquer laçador parecer uma batalha de chefe legal e centrada em emboscadas para grupos de baixo nível. Um Mestre pode levar as coisas para o próximo nível posicionando um laço no alto do teto, fora do alcance de ataques corpo a corpo, e fazendo-o descer para agarrar os membros do grupo à distância.

6 – Golems de pedra podem fingir ser estátuas

Estatísticas dos Monstros Golem de Pedra
Classificação do desafio 10
Técnicas Especiais Forma Imutável, Resistência Mágica, Armas Mágicas
Ataque(s) Bater, Lento

masmorras e dragões golem de pedra

Golens em D&D geralmente não servem como monstros armadilhados enganosos ou predadores de emboscada, mas em algumas situações, eles ainda podem cumprir esse papel, especialmente golens de pedra.

Eles podem não ter o traço Aparência Falsa, mas um golem de pedra ainda se parecerá com uma estátua, então se ficar parado, o grupo pode ser enganado. Talvez o mago ou artífice do grupo possa fazer um teste de perícia Arcana para saber a diferença.

Golems de pedra farão tudo o que seu mestre mandar e continuarão obedecendo a essas ordens mesmo após a morte de seu mestre.

Por exemplo, alguém pode comandar um par de golens de pedra para guardar a entrada de uma tumba e, séculos depois, os golens ainda estão lá, sem nunca se moverem um centímetro. Isso poderia ser uma emboscada divertida em qualquer tumba ou masmorra onde até as estátuas são inimigos mortais e vigorosos.

5 – Cubos gelatinosos podem ser surpreendentemente furtivos em masmorras

Estatísticas dos Monstros Cubo Gelatina
Classificação do desafio 2
Técnicas Especiais Transparente
Ataque(s) Pesudópode, Engolfo

Cubos gelatinosos são alguns dos lodos mais perigosos e fascinantes de todo o jogo. A maioria dos lodos são bastante enfadonhos ou fracos, então os jogadores não esperam enfrentá-los com frequência, mas os cubos gelatinosos são uma exceção.

Estes são icônicos D&D monstros que podem representar uma séria ameaça para qualquer grupo de baixo nível em uma exploração de masmorras.

Os Cubos Gelatinosos não possuem camuflagem e se movem lentamente, mas ainda podem surpreender as pessoas graças aos seus corpos transparentes, principalmente se não tiverem detritos flutuando neles.

Esses cubos geralmente vagam pelas masmorras como Roombas vivos, mas um cubo sorrateiro pode esperar até que o grupo caia direto em seu corpo agitado.

Muito provavelmente, o proprietário inteligente da masmorra fará com que seus asseclas do Cubo atuem como cães de guarda quase invisíveis para esse propósito.

4 – Geléias de saco são usadas para dissuadir ladrões

Estatísticas dos Monstros Geléia de saco
Classificação do desafio 1
Técnicas Especiais Amorfo
Ataque(s) Pseudópode

um monstro gelatinoso atacando alguém em D&D

As geleias de saco fizeram sua estreia em um dos lançamentos mais recentes, Bigby Presents: Glória dos Gigantes. Esse livro de referência focava principalmente em gigantes, como esperado, mas também tinha alguns monstros menores para completar as coisas, como gatos sorridentes.

O livro também adicionou geléias de saco como monstrinhos “armadilhas” divertidos que podem ter relações simbióticas com gigantes.

A maioria dos gigantes considera as geleias de saco uma praga, mas alguns gigantes realmente fazem uso delas. Um gigante deixará a geléia do saco viver em sua bolsa de suprimentos, e essa geléia estará livre para atacar e comer qualquer ladrão que pense que pode roubar um gigante.

Isso poderia servir como uma surpresa pegajosa para os ladinos do grupo se eles vasculharem os pertences de um gigante, uma maneira divertida para o Mestre punir levemente os jogadores que simplesmente roubam ou matam todos.

3 – Cloakers imitam mantos e depois emboscam seus Prey

Estatísticas dos Monstros Capa
Classificação do desafio 8
Técnicas Especiais Transferência de danos, falsa aparência
Ataque(s) Mordida, Cauda, ​​Gemido, Fantasmas

dnd manto criatura arraia manta voadora

Cloakers estão entre muitas espécies de monstros em D&D que dependem de falsas aparências ou camuflagem para atrair as presas antes que elas ataquem.

Normalmente encontrados no Subterrâneo, mas também vistos em cavernas e masmorras normais, os mantos gostam de voar nas sombras e imitar mantos de couro comuns para enganar suas presas.

Entre a fuga, suas falsas aparências e a criação de duplicatas fantasmagóricas de si mesmos, os cloakers têm muitas opções táticas ao desafiar um grupo de aventureiros.

Ao contrário dos golens de pedra ou dos cubos gelatinosos, porém, os mantos não são facilmente usados ​​como cães de guarda ou animais de estimação; eles são mais propensos a operar por vontade própria como predadores formidáveis, e o Mestre deve lidar com eles dessa maneira.

2 – Doppelgangers são especialistas em mimetismo e engano

Estatísticas dos Monstros Sósia
Classificação do desafio 3
Técnicas Especiais Metamorfo, Emboscador, Ataque Surpresa
Ataque(s) Bata, leia pensamentos

Um monstro doppelganger em sua forma natural em DnD

Os Doppelgängers são para os monstros o que a raça Changeling é para os personagens dos jogadores.

Doppelgängers são monstros humanóides que podem imitar perfeitamente qualquer pessoa que tenham visto e, para completar o engano, o doppelgänger estudará seu alvo e lerá seus pensamentos superficiais para desempenhar o papel.

Os doppelgängers evidentemente apenas vivem uma vida errante de engano, abrindo caminho para o conforto e a riqueza.

Os Doppelgängers podem representar uma ameaça para grupos de aventureiros com suas táticas de assassinos, mas são muito mais divertidos para RPG e narrativas de mistério.

O exemplo clássico é fazer com que um doppelgänger imite um membro do grupo ou NPC importante e desafie o grupo a descobrir quem é quem.

Em casos raros, um grupo pode convencer um doppelgänger a trabalhar para eles em troca de uma recompensa, com o doppelgänger valsando direto para o jantar de um nobre ou até mesmo para a sala do trono de um castelo.

1 – Piercers são larvas que caem direto sobre seus inimigos

Estatísticas dos Monstros Perfurador
Classificação do desafio 1/2
Técnicas Especiais Falsa Aparência, Escalada de Aranha
Ataque(s) Derrubar

um monstro perfurador em masmorras e dragões

Alguns monstros em D&D na verdade, a forma mais jovem de outro monstro, com os perfuradores sendo a forma larval dos laçadores.

Ladrões e perfuradores adultos podem trabalhar juntos para emboscar presas mais fortes em uma rede de cavernas no Subterrâneo ou em outro lugar, usando números absolutos para subjugar qualquer um que se aproxime demais.

Assim como suas formas adultas, os perfuradores também contam com o benefício da camuflagem, disfarçando-se de estalactites.

Os Piercers recebem esse nome devido à sua estratégia de ataque simples, mas eficaz. Quando uma vítima está diretamente sob eles, um perfurador simplesmente derruba e perfura seu inimigo com seu corpo afiado, e então os outros perfuradores aquecem sua vítima para devorá-la.

Piercers não podem errar facilmente, já que se movem lentamente ao rastejar de volta ao teto para outra queda. Em muitos casos, um punhado de perfuradores cairá no mesmo alvo para garantir que pelo menos um deles acerte.

Siga-nos no Google News para receber as últimas notícias!