Final Fantasy 7 Rebirth: Diretor aborda debate sobre tinta amarela

Tatiana de Paula
4 Min Leitura
Final Fantasy 7 Rebirth  Dor Amarela

Destaques

  • O debate sobre tinta amarela surpreendeu Final Fantasy 7 Rebirth o diretor Naoki Hamaguchi, que disse não achar que essa parte específica do jogo se tornaria um assunto tão acalorado.
  • Final Fantasy 7 Rebirth revitaliza o icônico RPG com gráficos modernos, um enredo expandido e uma mecânica de jogo enriquecida para os jogadores se divertirem.
  • Ultimamente tem havido muita discussão online sobre o uso de tinta amarela e elementos semelhantes projetados para ajudar a guiar os jogadores durante os jogos.

O Final Fantasy 7 Rebirth o diretor, Naoki Hamaguchi, expressou surpresa com a “tinta amarela” se tornando um tópico de discussão nas redes sociais.

Hamaguchi abordou o debate em curso em torno do uso de tinta amarela no jogo, ao mesmo tempo que fez reflexões sobre vários aspectos.

Final Fantasy 7 Rebirth é uma releitura do icônico RPG, Final Fantasy 7 lançado originalmente em 1997. Desenvolvido pela Square Enix, Final Fantasy 7 Rebirth foi lançado em fevereiro de 2024.

O jogo moderniza e expande o enredo, os personagens e a mecânica de jogo do original, ao mesmo tempo que aproveita a tecnologia de jogo contemporânea para oferecer gráficos e áudio aprimorados.

Oferece aos jogadores a oportunidade de revisitar o mundo de Gaia, seguindo a história do protagonista Cloud Strife e seus companheiros enquanto lutam contra a Shinra Corporation.

Em um recente entrevista com a Red Bullo diretor Naoki Hamaguchi falou sobre a discussão em andamento sobre o uso de tinta amarela em Final Fantasy 7 Rebirth.

Quando questionado sobre a polêmica, Hamaguchi expressou surpresa, afirmando: “Não pensei que a ‘tinta amarela’ seria algo que seria discutido nas redes sociais”.

Hamaguchi enfatizou a importância do feedback dos jogadores no desenvolvimento do jogo, afirmando que eles pretendem incorporar várias opções de acessibilidade com base nas informações valiosas recebidas, particularmente em relação a aspectos como opções de câmera, onde as preferências variam amplamente.

O que é o debate sobre “tinta amarela”?

O debate sobre a “tinta amarela” nos videogames refere-se a discussões e controvérsias em torno do uso da tinta amarela como elemento de design para guiar os jogadores pelos ambientes do jogo.

Este debate centra-se frequentemente em se a tinta amarela deve ser usada como uma ferramenta de orientação para orientar os jogadores ou se prejudica os aspectos de imersão e exploração do jogo.

Os proponentes argumentam que ajuda os jogadores a navegar em espaços e objetivos complexos, enquanto os críticos afirmam que pode parecer excessivamente manual, diminuindo assim o desafio e a sensação de descoberta nos jogos.

Não pensei que a ‘tinta amarela’ seria algo que seria discutido nas redes sociais.

Em Final Fantasy 7 Rebirth, a polêmica surgiu quando os jogadores encontraram tinta amarela marcando bordas escaláveis ​​na demo.

Enquanto alguns jogadores apreciam a clareza que proporciona na indicação de elementos interactivos, outros argumentam que diminui a imersão ao tornar o jogo demasiado simplista, semelhante ao que ocorreu com Resident Evil a controvérsia da escada amarela.

Na entrevista, Hamaguchi também esclareceu Final Fantasy 7 Renascimentoh, elaborando sua evolução em relação ao jogo anterior.

Ele enfatizou a integração de elementos de ação e estratégia, juntamente com a incorporação de funcionalidades onde múltiplos personagens combinam suas habilidades, enriquecendo a profundidade das batalhas dentro do jogo.

À medida que o debate em torno da tinta amarela continua, ele ressalta conversas mais amplas sobre o equilíbrio entre a orientação do jogador e a imersão.

Final Fantasy 7 Rebirth: Diretor aborda debate sobre tinta amarela Final Fantasy 7 Rebirth

  • Franquia Final Fantasy
  • Plataforma(s) PlayStation 5
  • Lançado 29 de fevereiro de 2024
  • Desenvolvedor(es) Square Enix
  • Editor(es) Square Enix
  • Gênero(s) RPG

Siga-nos no Google News para receber as últimas notícias!

Compartilhe este artigo