Rumor: a Blizzard pode restaurar a parceria com a NetEase em breve

Juliana Pacilio
4 Min Leitura
os logotipos da nevasca e netease

Destaques

  • A Blizzard e a NetEase podem anunciar o restabelecimento da parceria em breve, possivelmente permitindo o acesso aos jogos da Blizzard na China até abril.
  • O ex-CEO da Activision Blizzard, Bobby Kotick, supostamente interferiu na parceria, mas eventos recentes ajudaram a consertar o relacionamento.
  • Rumores sugerem que os jogos da Blizzard também podem ser hospedados na China por uma empresa coreana, mas nada foi confirmado ainda.

Nevasca e NetEase planejam anunciar a restauração de sua parceria nas próximas semanas. Se os rumores forem verdadeiros, a Blizzard poderá restaurar o acesso aos seus jogos na China via NetEase este ano, possivelmente já em abril.

Devido às suas políticas de mídia, os jogos feitos fora da China devem ser executados através de empresas de tecnologia locais como a NetEase, que é responsável pela localização de dezenas de franquias em nome de seus parceiros.

A Blizzard estava entre os muitos clientes da NetEase até que sua parceria foi dissolvida em janeiro de 2023, impedindo o acesso a World of Warcraft, Hearthstone, Overwatch 2 e o resto de seus jogos na China.

No entanto, de acordo com rumores recentes, as duas empresas podem fazer as pazes em breve. Site de notícias chinês Core Esports relatou sobre o desenvolvimento, afirmando que a Blizzard e a NetEase estão planejando anunciar seu acordo perto do final de março ou início de abril.

De acordo com o relatório, os jogos da Blizzard serão operados na China pela principal divisão de produtos cooperativos da NetEase – o mesmo grupo que opera Diablo Imortal – em vez de uma equipe especializada como havia na parceria anterior.

Blizzard e NetEase estão supostamente enterrando o machado

A Core Esports afirmou que o ex-CEO da Activision Blizzard, Bobby Kotick, foi um fator importante para impedir que as duas empresas trabalhassem juntas.

Pouco depois de Kotick deixar a empresa, em janeiro de 2024, todos os processos judiciais ativos entre as partes foram arquivados, supostamente permitindo-lhes reiniciar as negociações.

Além disso, a aquisição da Blizzard pela Microsoft também ajudou a reconstruir esta ponte, considerando que a NetEase já trabalha com a gigante da tecnologia para produzir jogos como Minecraft na China.

Curiosamente, este não é o único boato recente sobre os jogos da Blizzard na China. Nico_oq, uma fonte confiável de notícias da Blizzard na Ásia.

Informou recentemente que uma empresa não identificada na Coreia estava se preparando para hospedar os jogos da empresa na China por meio de um contrato de arrendamento.

Não está claro se esses rumores acabaram sendo falsos, se o acordo de arrendamento fracassou ou se foi outro fator que contribuiu para a suposta restauração do acordo entre Blizzard e NetEase.

Apesar disso, é importante ressaltar que esses rumores ainda não foram confirmados. Os relatórios vêm de fontes confiáveis, mas nada está definido até que a Blizzard ou a NetEase deem a confirmação oficial da existência do acordo.

Dito isto, se for real, os jogadores chineses poderão voltar a jogar jogos da Blizzard já em abril.

Uma restauração completa de todos os serviços pode levar alguns meses, mas espera-se fazê-lo o mais tardar no lançamento do World of Warcraft: A guerra interior.

De qualquer forma, esperamos que os fãs não tenham que esperar muito para ouvir algo oficial sobre o assunto.

Siga-nos no Google News para receber as últimas notícias!

Tag:
Compartilhe este artigo